praticas sustentáveis

sustentabilidade

Entre os anos 1980 e 1990, a visitação sem controle colocou a preservação da ilha em risco. Eram comuns a instalação de acampamentos, lançamento direto de dejetos e lixo no meio ambiente e a caça predatória. Em 1996, deu-se o início a implantação do turismo sustentável na Ilha de Porto Belo. Esta fase é marcada pela implantação da infraestrutura necessária para recepção dos visitantes e a remoção de dezenas de toneladas de lixo, resultado do mau uso das décadas anteriores.

2002
SEM BEBIDAS EM VIDRO

Visando a redução dos riscos de acidentes no transporte e durante o consumo, o empreendimento passou a vender bebidas apenas em latas de alumínio. Esta medida reduziu drasticamente a ocorrência de ferimentos causados por vidro na praia.

2007
SEM VENDA DE CIGARROS

Como não é possível proibir o consumo de cigarros na ilha, a iniciativa de não comercializar o produto teve como objetivo a redução do consumo de cigarros nas praias do empreendimento

2016
SEM CANUDOS

Estima-se que 8 a 13 milhões de toneladas de lixo (principalmente plástico) sejam descartados nos mares e oceanos a cada ano. Em escala global, os canudos plásticos representam cerca de 0,03% dos resíduos descartados desse tipo de material

2017
CAMPANHA “BITUCAS NÃO SÃO SEMENTES”

Extremamente tóxica quando descartadas inadequadamente no meio ambiente, as bitucas podem levar até cinco anos para se decomporem. Foram coletadas mais de 2,6 mil bitucas, apenas nas primeiras três semanas da campanha.

2018
SEM COPOS DESCARTÁVEIS

O tempo estimado para a decomposição de um copo descartável no meio ambiente está entre 250 e 400 anos. Atualmente, o copo descartável é o resíduo sólido urbano menos reciclado em todo o planeta. Pensando nisso o Empreendimento Ilha de Porto Belo aboliu o uso destes copos desde 2018, disponibilizando como alternativa o copo reutilizável